Dia de Vindima na Sá Morais Castro

Dia de Vindima na Sá Morais Castro

O dia da vindima além de ser um dia importante por causa do vinho em si, é um dia de convívio. Além do pessoal da Sá Morais Castro juntaram-se outras pessoas da aldeia a ajudar. É um dia marcado pelo convívio e boa disposição.

Na presente vindima, foram vinificados cerca de 3000kg de uvas brancas e tintas, o que nos permitirá obter aproximadamente 2000 litros de vinho, branco, rosé e tinto.
As uvas foram selecionadas de acordo com a cor, colhidas e transportadas em caixas de plástico com todo o cuidado para a adega onde se deu a vinificação.

A SMC submeteu um projeto no âmbito do programa VITIS para reestruturação da sua vinha, que até agora era uma vinha antiga conduzida em formas livres.
Aquando da plantação da nova vinha, daremos preferência às seguintes castas:
- Tintas: Touriga Nacional, Tinta Roriz, Touriga Franca e Tinta amarela.
- Brancas: Codega de Larinho, Arinto e Fernão Pires.

A nova vinha será embardada e conduzida na forma de cordão unilateral ou bilateral, de maneira a conseguirmos uma maior densidade de plantas por hectare.
Após a reestruturação da vinha, teremos uma maior produção de uvas, consequentemente de vinho, mas acima de tudo uma maior qualidade no produto final transformado visto que as castas selecionadas proporcionarão uma maior qualidade de vinho.

De acordo com as condições edafo-climáticas da zona de Talhas-Macedo de Cavaleiros, onde a vinha vai ser reestruturada, o porta-enxerto mais adequado é o 1103P.  Trata-se de um porta-enxerto de origem siciliana, tendo sido obtido e selecionado em função da sua boa adaptação a climas quentes e secos, e a solos de baixa fertilidade, revalando além disso, uma certa tolerância à acidez dos solos.