• Projectos da Sá Morais Castro

    Barragem do Gago em Talhinhas

  • Projectos da Sá Morais Castro

    Apanha mecanizada da azeitona

  • Projectos da Sá Morais Castro

    Construção de captação de água - Paradela

  • Projectos da Sá Morais Castro

    Construção da Barragem do Gago em Talhinhas

  • Projectos da Sá Morais Castro

    Primeira captação de água - Paradela

  • Projectos da Sá Morais Castro

    Charca da Bela Vista - Talhinhas

  • Projectos da Sá Morais Castro

    Charca da Bela Vista - Talhinhas

  • Projectos da Sá Morais Castro

    Localização do cabeçal de rega da captação de água - Paradela

  • Projectos da Sá Morais Castro

    Terra para plantação de amendoal em Talhas

  • Projectos da Sá Morais Castro

    Oliveira em regadio

  • Projectos da Sá Morais Castro

    Poda das amendoeiras

  • Projectos da Sá Morais Castro

    Poda de oliveiras

  • Projectos da Sá Morais Castro

    Trabalho em equipa para superar o obstáculo

  • Projectos da Sá Morais Castro

    Apanha mecanizada da azeitona

  • Projectos da Sá Morais Castro

    Apanha mecanizada da azeitona

  • Projectos da Sá Morais Castro

    Vibrador com apanha-frutos incorporado

  • Projectos da Sá Morais Castro

    Descarga de calcário em Alvites

  • Projectos da Sá Morais Castro

    John Deere 6330

  • Projectos da Sá Morais Castro

    Landini Ghibli 105

Projectos da Sá Morais Castro


A Sá Morais Castro tem feito e continuará a fazer projetos de investimento por forma a desenvolver a produção de azeitona, amêndoa e cortiça de forma sustentável.

Destacam-se três projetos:

  • Regadio do Olival

A grande prioridade de investimento da SMC tem passado e continuará a passar pelo aumento da área de olival irrigada. Existe a forte convicção que o investimento é altamente rentável pois estima-se obter um acréscimo significativo da produção, redução de custos de operação e atenuação das contra-safras. Existe o apoio de fundos comunitários e de capitais próprios para suportar o esforço de investimento. O pay-back do investimento será inferior a 5 anos. Para converter todo o olival da aldeia de Talhinhas em regadio, foi necessário fazer novas captações, uma barragem e uma lagoa de armazenamento. Em 2014 deu-se início ao projeto de conversão do olival da aldeia de Paradela. Já foi construída uma captação e dentro em breve dar-se-á início à construção de uma lagoa para armazenar a água necessária à rega da grande maioria dos 100 ha de olival desta aldeia. Atualmente já está a ser regada ⅔ da área contemplada no projeto de investimento. A SMC já converteu em regadio todo o olival do Vimieiro e Romeu inserido no perímetro de rega da barragem do Azibo, sendo atualmente a maior regente agricola deste perímetro. Em 2017 o projeto de conversão do olival em regadio será concluído.

 

  • Regadio do amendoal existente

Em 2018 será instalado o sistema de rega gota a gota no amendoal de Talhinhas e no ano seguinte será concluída a conversão do amendoal de Talhas.

 

  • Plantações

Em 2017 dar-se-á inicio à plantação de mais 30 ha de olival e de 13 ha de amendoal, em ambas as plantações será implementada desde logo a rega gota a gota por forma a acelerar a entrada em produção.

 

  • Parque de máquinas

Está previsto no plano de investimentos adquirir tratores, vibradores com apara-frutos e reboques.

 

A equipa
A Sá Morais Castro é composta por uma equipa de dez colaboradores a full-time, residentes na região, entre os quais se encontram um engenheiro agrónomo.
A região
Trás-os-Montes fica no extremo nordeste de Portugal e tem paisagens de rara beleza.
Sá Morais Castro - Como tudo começou
A história da empresa Sá Morais Castro começa em meados do século XX, quando José Maria Sá Morais Castro e sua mulher Maria Luísa Sá Morais Cabral Castro recebem as respetivas heranças, compostas olivais, terras de campo, pastagens, vinhas e hortas na zona de Macedo de Cavaleiros e Mirandela, Trás-os-Montes.